domingo, 10 de março de 2013

Partido Socialista contra o encerramento do CATUS de Agualva-Cacém


O acesso aos cuidados de saúde em condições de igualdade de oportunidades constitui um direito fundamental de todos os cidadãos constitucionalmente reconhecido.
Para o Partido Socialista, sempre o defendemos, o direito à saúde e o acesso aos cuidados de saúde em condições de igualdade deve constituir um dos eixos centrais do Serviço Nacional de Saúde que nos orgulhamos de ter ajudado a construir.
Neste contexto, não compreendemos nem aceitamos que o CATUS que actualmente serve a cidade de Agualva-Cacém venha a ser encerrado como recentemente foi anunciado pelo Governo.
Não é justo, não é razoável nem serve os interesses dos cidadãos de Agualva-Cacém, o encerramento deste importante serviço de urgência médica, que a ocorrer implicará prejuízos sérios para os cerca de 80 mil cidadãos que passam a ter de deslocar-se a Monte Abraão quando necessitarem de recorrer às urgências durante a noite ou ao fim de semana.
O que Agualva-Cacém precisa é de bons serviços de saúde, serviços próximos dos cidadãos, serviços que assegurem o acesso aos cuidados de saúde em igualdade de oportunidades.
Por tudo isto, o Partido Socialista não aceita o encerramento do CATUS de Agualva-Cacém e reclama a melhoria contínua dos serviços de saúde que servem a nossa cidade.

O Secretariado do Partido Socialista de Agualva-Cacém

Sem comentários:

Publicar um comentário